Interação, Inovação e Incentivos na Indústria de Defesa Brasileira

Ariela Diniz Cordeiro Leske

Resumo


A indústria de defesa mantém relação estreita com a Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) e é tida como geradora de potenciais transbordamentos para outras áreas, sendo estimulada em muitos países, principalmente nos Estados Unidos. Essa relação de aproximação entre o processo produtivo e o inovativo das empresas da indústria de defesa foi analisada utilizando a abordagem sistêmica, com foco sobre aspectos como P&D, interação, mercado de consumo, e apoio público, relacionados ao processo inovativo. Assim, diante da pesquisa empírica realizada neste trabalho, observa-se que as empresas da amostra inicial podem ser identificadas como direcionadas para o mercado civil, devido à baixa interação com as Forças Armadas e de exportação dos produtos de defesa. O potencial inovador pode ser ampliado com aumento das interações e parcerias com outras empresas e institutos de pesquisa e com o apoio público para incentivos e financiamentos, o que se espera refletir sobre as exportações.


Palavras-chave


Indústria de defesa; inovação; interação; sistema de inovação; políticas de apoio.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4