Cultura política e gênero no Brasil: estudo sobre a dimensão subjetiva da sub-representação feminina

Ednaldo Aparecido Ribeiro, Renata Andrade de Oliveira

Resumo


Dados coletados por diversas organizações nacionais e internacionais apontam a existência de grandes disparidades na representação política entre os gêneros. Essas evidências revelam um quadro de sub-representação feminina que impacta negativamente a qualidade da democracia brasileira. Tendo em vista este problema, o presente trabalho apresenta resultados de pesquisa que por meio da análise das ondas de surveys do WVS (World Values Survey) nos anos de 1990, 1997 e 2006 no Brasil buscou verificar se as mudanças na cultura política brasileira estimulam comportamentos mais igualitários em relação ao gênero. Nosso objetivo fundamental foi de investigar se essas transformações, conjuntamente com as demais mudanças sociais, políticas e econômicas, possibilitam a modificação da visão da mulher para além de um sujeito passivo politicamente. Ou seja, se os valores de uma cultura política democrática seriam determinantes para evolução das percepções e atitude dos cidadãos sobre o envolvimento das mulheres na política, e consequentemente, reverteria esse cenário de sub-representação.

Palavras-chave


Cultura política; democracia; gênero

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4