Brasil e Canadá na Convenção das Nações Unidas Sobre o Direito do Mar: os esforços brasileiros e canadenses para aumentarem suas plataformas continentais

Alexandre Pereira Silva

Resumo


O presente artigo pretende examinar as relações do Brasil e do Canadá com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, em especial os esforços dos dois países para estenderem suas plataformas continentais, dentro dos parâmetros estabelecidos no direito internacional, abordando temas comuns para ambos os países e outros pontos que podem gerar controvérsias no futuro. Com o objetivo de analisar tais aspectos convergentes e o propósito que Brasil e Canadá têm em relação a essa fonte de recursos, serão tecidas reflexões relativas à evolução da disciplina e à codificação do direito do mar, sem deixar de lado os interesses econômicos envolvidos com a expansão da plataforma continental

Palavras-chave


Direito Internacional; Direito do mar; Plataforma continental

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4