Análise do Discurso e Relações Internacionais: Duas Abordagens

Aureo de Toledo Gomes

Resumo


O artigo almeja mostrar algumas contribuições que a Análise do Discurso (AD) traz para o estudo das relações internacionais. O artigo contrasta as contribuições de Ernesto Laclau e Chantall Mouffe com as de Norman Fairclough revisando dois livros que os utilizam como referencial teórico para a análise do mesmo objeto de estudo, a chamada Guerra ao Terror. Pretende-se mostrar que o conceito de discurso tem significados e aplicações diferenciados, que dependem do sistema teórico no qual está incluído. Assim, as duas concepções de discurso e linguagem não podem ser entendidas como uma mera operação de análise de um único enunciado ou de uma conversa entre duas pessoas; ao invés disso, a AD lida com questões epistemológicas importantes que causam impactos significados para a compreensão do mundo social. Por fim, pretendemos sumarizar algumas potencialidades, limitações e agendas de pesquisas que a AD traz para as relações internacionais.

Palavras-chave


Análise do Discurso; Relações Internacionais; Pós-positivismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4