A Atuação do "Centrão" na Assembléia Nacional Constituinte de 1987/1988: dilemas e contradições

Sara Regina Munhoz

Resumo


A Assembléia Nacional Constituinte de 1987/1988 foi marcada pela presença e atuação de vários blocos suprapartidários. O objetivo desse artigo é discorrer sobre a atuação do “Centrão”, um dos blocos mais relevantes, levando em conta o contexto histórico, político e institucional de seu surgimento, suas principais características e a repercussão perante sua performance. Perguntas como quem eram os participantes do bloco, quais suas ambições em relação às mudanças desde a primeira versão da Comissão de Sistematização, como funcionava sua organização interna e o que seu surgimento nos diz sobre o quadro político-partidário brasileiro que há pouco começava a se reorganizar, motivaram a elaboração desse texto. Para tanto, mostrou-se necessário sair exclusivamente do debate de imprensa e buscar fontes primárias, como as Atas e Diários da Constituinte, além de trabalhos já renomados da Ciência Política. Espera-se que o trabalho contribua com as reflexões da disciplina sobre o caso brasileiro, extrapolando o momento histórico específico que aborda e permitindo que temas como governabilidade, alianças partidárias, relações Executivo e Legislativo, coerência partidária etc. encontrem ressonância nesse período tão marcante em nossa política recente.


Palavras-chave


Assembléia Nacional Constituinte 1987/88; “Centrão”; partidos políticos; blocos suprapartidários.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4