Os determinantes do voto na eleição para prefeito do Recife em 2008

Enivaldo Carvalho da Rocha

Resumo


A maioria dos estudos sobre intenção de votos se limita a analisar, descritivamente, o perfil do eleitor, suas preferências eleitorais. De um modo geral esses estudos se encerram na tentativa de prever/antecipar os resultados eleitorais ou, quando muito, de encontrar razões exógenas para explicar os resultados. Esse estudo pretende dar um passo à frente, tentando identificar quais as razões que levam o eleitor e escolher um candidato. O estudo traz modelos de regressão logística, para cada candidato, construídos a partir de dados empíricos colhidos no período eleitoral. A metodologia aplicada é uma primeira tentativa de replicar/adaptar o modelo de Knuckey, 2007. Trata-se de um estudo quantitativo, desenvolvido a partir dos dados do Barômetro 2008, conjunto de surveys de opinião pública e intenção de votos realizados pelo IPESPE (Instituto de Pesquisa Social, Política e Econômica) na cidade do Recife. O paper conclui que os fatores determinantes do voto são: o apoio de lideranças consolidadas (avaliação retrospectiva); a variável ideologia (aqui entendida como um atalho para a coleta de informação por parte do eleitor); a influência moderada do Bolsa Família, como política pública redistributiva com forte apelo eleitoral e indutora de votos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4