Comércio Exterior e Sustentabilidade Ambiental: uma análise a nível dos Estados

Saulo Santos Souza, Enivaldo Carvalho da Rocha, Mariana da Silva Rodrigues

Resumo


De modo geral, o presente estudo procurou responder à pergunta implícita: em que medida a atividade exportadora pode gerar risco ambiental? Apesar do crescente número de estudos sobre a relação entre economia e meio ambiente, permanecem dúvidas sobre a influência específica do comércio exterior, particularmente na presença de outros condicionantes econômicos, sociais e políticos. O objeto da análise se prende às causas dos diferentes níveis de sustentabilidade ambiental entre os Estados do Brasil, medida pelo Índice Relativo de Sustentabilidade Ambiental (IRSA). Mais precisamente, a identificação de características da atividade exportadora que reduzem a possibilidade de sucesso de medidas que visem à proteção do meio ambiente. Conclui-se no presente estudo que, ao passo que variáveis como o licenciamento ambiental e o nível educacional prevalecente em cada estado contribuem para aumentar sua performance ambiental, o nível de exportação de bens cuja produção degrada o ambiente contribui para a sua redução.

Palavras-chave


Políticas Públicas, Sustentabilidade, Comércio exterior

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores: