INDICADORES: CONTRAPONDO GESTÃO E QUALIDADE ACADÊMICA EM IFES

Luísa de Melo Sampaio Costa

Resumo


Qual a relação entre desempenho da gestão e qualidade acadêmica nas universidades federais do Nordeste Brasileiro? Para operacionalizar a análise e responder ao questionamento proposto neste estudo, o desempenho da gestão será medido através de índice de qualidade de gestão de insumos, obtido da redução de um conjunto de indicadores estabelecidos pelo TCU através da técnica da análise fatorial; a qualidade acadêmica também será mensurada utilizando índice obtido por análise fatorial a partir de indicadores de avaliação de graduação e pós-graduação. Em seguida, será utilizada regressão linear para avaliar o efeito da VI (desempenho da gestão) sobre a VD (qualidade acadêmica). O universo da pesquisa foi o das universidades públicas federais nordestinas e seus indicadores de qualidade para os exercícios 2015 a 2017, último triênio de avaliação do INEP para o qual os dados já estão disponíveis. A regressão linear resultou em coeficientes que demonstram peso maior da variável IQCD em relação à qualidade acadêmica, ratificando que os indicadores do TCU são mais voltados para auxiliar a gestão dos órgãos na ceara administrativa, não possuindo uma relação direta de causalidade da qualidade acadêmica, contudo, devem orientar a gestão na busca pela eficiência no uso dos recursos, cada vez mais escassos.

Palavras-chave


Indicadores de qualidade IFES; Avaliação da educação superior; Análise multivariada.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Glauber de Castro; FREIRE, Fátima de Souza; CRISÓSTOMO, Vicente Lima. Análise dos Indicadores de Gestão das IFES e o desempenho discente no ENADE. Avaliação, Campinas, v. 16. n. 2, p. 317-344, jul. 2011. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/aval/v16n2/a05v16n2.pdf>Acesso em: 02/07/2019

BRASIL, Lei Nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm> Acesso em: 18/08/2019

______, Ministério da Educação. Portaria Normativa MEC nº 840/2018. Disponível em: Acesso em: 18/08/2019

FERNANDES, Jose Lucio Tozetti. Indicadores para a Avaliação da Gestão das Universidades Federais Brasileiras. Disponível em: http://flacso.org.br/?publication=indicadores-para-a-avaliacao-da-gestao-das-universidades-federais-brasileiras Acesso em: 19/08/19

FERREIRA, Marlon Cruz. Aferição do desempenho, da eficiência, e da qualidade na aplicação dos recursos públicos: uma análise multivariada dos indicadores das universidades federais. Disponível em: < http://sisweb.tesouro.gov.br/apex/cosis_monografias.obtem_monografia?p_id=559> Acesso em: 02/07/2019

FREIRE, Fátima de Souza; CRISÓSTOMO, Vicente Lima; CASTRO, Juscelino Emanuel Gomes de. Análise do desempenho acadêmico e indicadores de gestão das IFES. Revista Produção On Line, dez. 2007. Edição Especial. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/275601640_Analise_do_desempenho_academico_e_indicadores_de_gestao_das_IFES. Acesso em: 02/07/2019.

FIGUEIREDO FILHO, Dalson Britto et al. A importância da replicabilidade na ciência política: o caso do Sigobr. Revista Política Hoje, v. 22, n. 2, 2013. https://periodicos.ufpe.br/revistas/politicahoje/article/view/3770/3074

HAIR Jr., J.F.; BLACK, W.C.; BABIN, B.J.; ANDERSON, R.E. & TATHAM, R.L. Análise multivariada de dados. 6.ed. Porto Alegre, Bookman, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores: