Mobilidade Urbana: Uma análise a partir do Transporte Coletivo Urbano na cidade de São Miguel do Oeste – SC (Urban Mobility: an analysis of urban collective transportation in the city of São Miguel do Oeste - SC)

Leandra Daiprai, Julio Caetano Tomazoni, Nilvania Aparecida de Mello, Gilson Ditzel Santos

Resumo


Atualmente a mobilidade urbana é um dos assuntos de maior preocupação na cidade. Ela diz respeito à forma como os deslocamentos de pessoas e cargas acontecem na malha urbana, e é considerada por diversos autores como um importante atributo das mesmas. O objetivo do trabalho é analisar a mobilidade urbana por meio do transporte coletivo urbano na cidade de São Miguel do Oeste – SC. O transporte coletivo tem como função permitir o deslocamento de um número maior de usuários em um único veículo, otimizando o deslocamento e reduzindo o grande número de automóveis que circulam pelo município. O foco no usuário do transporte coletivo é importante, pois abrange o público enquanto usuário e enquanto pedestre. Para essa compreensão, elaborou-se um questionário do tipo survey, que foi aplicado em uma amostra de 100 pessoas, usuárias do transporte coletivo da cidade, nos meses de setembro e outubro. Conclui-se que o transporte coletivo em São Miguel do Oeste é utilizado principalmente por jovens mulheres e o principal motivo do deslocamento acontece para fins de estudo. Ele não atende a malha urbana como um todo, considerando um raio de abrangência de 300 metros a partir dos pontos e paradas de ônibus. É necessário repensar na infraestrutura dos pontos e paradas de ônibus, na quantidade de ônibus que percorrem a linha e ainda, repensá-lo a partir de políticas públicas que possam incentivar o uso do transporte coletivo, como uma alternativa positiva à mobilidade urbana do município.



 

A B S T R A C T

 

Currently, urban mobility is a matter of major preoccupation in a city. It concerns about how the displacements of people and cargo take place in the urban mesh, which is considered by multiple authors as an important attribute of it. The intention of the study is to analyze urban mobility through collective transportation, in the city of São Miguel do Oeste - SC. Public transportation has the purpose to allow a great number of users in a single vehicle, optimizing displacement and reducing a large number of automobiles that circulate through the city. Focusing on the user of collective transportation is important, since it embraces the public as users and as pedestrians. For this understanding, a questionnaire of the type survey was elaborated and applied in a sample of a hundred people, all users of the collective transportation of the city, in the months of September and October. São Miguel do Oeste’s collective transportation is mainly used by young women, and for studying purposes. Considering a radius of 300 meters from one bus stop to another, it doesn’t attend the urban mesh as a whole. It is necessary to rethink the infrastructure of the bus stops, the number of buses that travel a bus’ route and also, rethink public policies that are able to encourage the use of public transport as a positive alternative to the urban mobility of the municipality.

 

Keywords: Urban mobility. Collective transportation.São Miguel do Oeste. Road system. Mobility Program.



Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, 2001. Lei nº10.257, de 10 de Julho.

BRASIL, 2012. Lei nº12.587, de 03 de Janeiro.

BRASIL, 2007. Caderno de Referências para Elaboração de Plano de Mobilidade Urbana, 2015.

Carvalho, C. H. R., 2016. Desafios da mobilidade urbana no Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Brasília. Disponível:http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/6664/1/td_2198.pdf. Acesso: 08 jul. 2016.

Costa, M. S., 2008. Um índice de mobilidade urbana sustentável. Tese (Doutorado). São Carlos, USP.

DENATRAN. Departamento Nacional de Trânsito. 2016. Disponível: http://www.denatran.gov.br/frota2016.htm. Acesso: 26 mai. 2016.

Ferraz, A. C. P., Torres, I. G. E., 2004. Transporte público urbano. Rima, São Carlos.

Gehl, J., 2013. Cidades para Pessoas. 2ª edição. Perspectiva, São Paulo.

IBGE, 2010. Dados do Município de São Miguel do Oeste. Disponível: http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=421720&search=||infogr%E1ficos:-informa%E7%F5es-completas. Acesso: 12 jul. 2015.

IBGE, 2016. Dados da população brasileira e veículos. Disponível: http://www.ibge.gov.br/home/. Acesso: 08 mar. 2016.

Mascaró, J. L., 2005. Loteamentos Urbanos. Edição do autor, Porto Alegre.

Pitts, A., 2004. Planning and Design Strategies for Sustainbility and profit: Pragmatic sustainable design on building and urban scales. Architectural Press, Elsevier.

Scarlato, F. C., Pontin, J. A.; coordenação Furlan, S. A., 1999. O ambiente urbano. Atual, São Paulo.

Silva, E. F., 2014. Meio ambiente & mobilidade urbana. Editora Senac, São Paulo.

Terán, J. A., 2013 Mobilidade Urbana Sustentável. São Paulo, Scortecci.

Vasconcellos, E. A., 2012. Mobilidade urbana e cidadania. Senac Nacional, Rio de Janeiro




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v10.6.p329-345

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License