Modelagem para identificação de sub-bacias suscetíveis à erosão do solo utilizando a abordagem de soma ponderada

Jocy Ana Paixão de Sousa, Bruna Henrique Sacramento, Hetiany Ferreira da Costa, Rita de Cassia Ferreira da Silva, Henrique Ewbank, Roberto Wagner Lourenço

Resumo


As sub-bacias hidrográficas se constituem em uma importante unidade de gestão dos recursos naturais, por isso entender e identificar os fatores que podem interferir em sua dinâmica é essencial. Neste sentido, esta pesquisa teve o objetivo de analisar e correlacionar os parâmetros morfométricos com as classes de uso e cobertura da terra presentes nas sub-bacias hidrográficas do rio sorocabuçu, buscando identificar as sub-bacias que são suscetíveis a erosão do solo.  Para isto, neste artigo utilizou-se abordagem de soma ponderada, não somente para os fatores morfométricos, como já consagrados em algumas pesquisas, mas também propõe a utilização das classes antrópicas e naturais, obtidas a partir do mapeamento da cobertura e uso da terra. Os resultados mostraram que a maioria das sub-bacias são marcadas por intensa atividade antrópica, principalmente de cultivos agrícolas, e que devido as características morfométricas, algumas podem apresentar predisposição a enchentes. As sub-bacias com as prioridades alta ou muito alta em função da suscetibilidade do solo a processos erosivos são a sub-bacia 1, 2 e 3. A metodologia mostrou-se eficiente por possibilitar um diagnóstico mais efetivo do grau de comprometimento das sub-bacias, ajudando assim nas medidas de gestão e planejamento.


Referências


Aher, P. D., Adinarayana, J., Gorantiwar, S. D. 2014. Quantification of morphometric characterization and prioritization for management planning in semi-arid tropics of India: A remote sensing and GIS approach. Journal of Hydrology, v. 511, p. 850-860.

Alcântara, F. A., Madeira, N. R. 2008. Manejo do solo no sistema de produção orgânico de hortaliças. Série Circular Técnica. Brasília: Embrapa Hortaliças.

Amiri, M., Pourghamesi, H. R., Arabameri, A., Vazirzadeh, A., Youssefi, H., Kafaei, S. 2019. Prioritization of Flood Inundation of Maharloo Watershed in Iran Using Morphometric Parameters Analysis and TOPSIS MCDM Model. Spatial Modeling in GIS and R for Earth and Environmental Sciences, p. 371-390.

Bisht, S., Chauhry, S., Sharma, S., Soni, S. 2018. Assessment of flash flood vulnerability zonation through Geospatial technique in high altitude Himalayan watershed, Himachal Pradesh India. Remote Sensing Applications: Society and Environment, v. 12, p. 35-47.

Camargo, L. J., Santos, K. R. 2014. Erosão laminar em áreas de cultivo de cana-de-açúcar em Ceres (GO). Revista Geonorte, v. 10, n. 1, p. 98-102.

Cardoso, C.A., Dias, H. C. T., Soares, C. P. B., Martins, S. V. 2006. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo. Árvore, Viçosa, v.30, n.2, p.241-248.

Carvalho, D. F., Silva, L. D. B. 2006. Hidrologia. UFRRJ. Rio de Janeiro, p.115.

CEPAGRI - Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas e Agricultura. 2019. Clima dos Municípios Paulistas. Disponível em:

http://www.cpa.unicamp.br/outras-informacoes/clima_muni_228.html. Acesso em: 23 abr. 2019.

Chi, W., Zhao, Y., Kuang, W., He, H. 2019. Impacts of anthropogenic land use/cover changes on soil wind erosion in China. Science of the total Environment, v. 668, p. 204-215.

Christofoletti, A. 1981. Geomorfologia fluvial: o canal fluvial. 2 ed. São Paulo: Edgard Blücher.

Christofoletti, A. 1980. Geomorfologia. São Paulo: Blücher.

CIIAGRO - Centro Integrado de Informações Agrometereológicas. Série histórica de pluviosidade mensal de Ibiúna – SP. Disponível em:http://www.ciiagro.sp.gov.br/ciiagroonline/Quadros/QChuvaPeriodo.asp. Acesso em: 23 abr. 2019.

Dubreuil, V., Fante, K. P., Planchon, O., Sant'anna Neto, J. L. 2017. Les types de climats annuels au Brésil: une application de la classification de Köppen de 1961 a 2015. EchoGéo, v. 41, p. 01-27.

Eduardo, E. N., Carvalho, D. F., Machado, R. L., Soares, P. F. C., Almeida, W. S. 2013. Erodibilidade, fatores cobertura e manejo e práticas conservacionistas em Argissolo Vermelho-Amarelo, sob condições de chuva natural. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 37, n. 2, p. 796-803.

EMBRAPA- Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. 2006. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2ª ed. Rio de Janeiro, 306 p.

ESRI - Environmental Systems Research Institute. 2016. ArcGis 10.5.

GOOGLE LLC. 2019. Google Earth Pro, v. 7.3, Mountain View.

Horton, R. E. 1945. Erosional development of streams and their drainage basins; hydrophysical approach to quantitative morphology. Bulletin of the Geological Society of America, v. 56, n. 3, p. 275–370.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Banco de Dados de Informações Ambientais. 2019. Disponível em: https://bdiaweb.ibge.gov.br. Acesso 24 abr. 2019.

IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico. 1979. Carta topográfica. Serviço Gráfico do IGC, Escala 1:10.000.

IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico. 2010. Ortofoto Oeste de SP. Disponível em: . Acesso em: mar. 2018.

Javed, K., Khanday, M. Y., Ahmed, R. 2019. Prioritization of Sub-watersheds based on Morphometric and Land Use Analysis using Remote Sensing and GIS Techniques. J. Indian Soc. Remote Sens. v.37, p. 261–274.

LAL, R. 2019. Accelerated Soil erosion as a source of atmospheric CO2. Soil and Tillage Research, v. 188, p. 35-40.

Lepsch, I. F. 2011. 19 lições de pedologia. 1ª ed. São Paulo, 456p.

Lima, A. S., Fontes, A. L. 2015. Estudo de parâmetros morfométricos da sub-bacia hidrográfica do rio Jacarecica (SE). Interespaço, Grajaú, v. 1, n. 3, p. 203-221.

Lopes, E. R. N., Souza, J. C., Sousa, J. A.P., Albuquerque Filho, J. L., Lourenço, R. W. 2018. Modelagem Ambiental de Bacias Hidrográficas: Caracterização Morfométrica e Pedológica da Bacia do Rio Una – Ibiúna, Brasil. Geosul, Florianópolis, v. 33, n. 66, p.105-127.

MICROSOFT CORPORATION. Microsoft Excel. Versão 1909. 2016.

Malik, A., Anil Kumar, A., Kandpal, H. 2019. Morphometric analysis and prioritization of sub-watersheds in a hilly watershed using weighted sum approach. Arabian Journal of Geosciences, p. 12 – 118.

Moraes, G. F., Lima, E. B. N. R., Ferrarez, E. M. 2018. Caracterização Fisiográfica e do uso e Ocupação do Solo das Microbacias Urbanas da Cidade de Cuiabá-MT. Engineering and Science, v. 2, p.43 – 53.

Oliveira, B. R., Antônio, G. B. 2015. Caracterização da bacia do Maxixe com o auxílio do Sistema de Informações Geográficas. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Santa Maria, v. 19, n. 3, p. 761-782.

R CORE TEAM R: a Language and Environment for Statistical Computing R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. 2019. http://www.R-project.org/.

Rossi, M. 2017. Mapa pedológico do Estado de São Paulo: revisado e ampliado. São Paulo:

Instituto Florestal.

Sales, J. C. A. 2015. Metodologia para identificação de áreas de risco e prioritárias para conservação da avifauna na Bacia Hidrográfica do rio Una, Ibiuna/SP. Sorocaba, 2015. 131 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Ciência e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista.

Schumn, S. A. 1956. Evolution of drainage systems and slopes in badlands at Perth Amboy, New Jersey. Bulletin of the Geological Society of America, v. 67, n.5, p.597–646.

Silva, F. G. B., Minotti, R. T., Lombardi Neto, F., Primavesi, O., Crestana, S. 2010. Previsão da perda de solo na Fazenda Canchim – SP (EMBRAPA) utilizando geoprocessamento e o USLE 2D. Revista de Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 15, n. 2, p. 141-148.

Silva, L. F. S., Marinho, M. A., Rocco, E. O., Walter, M. K. C., Boschi, R. S. 2016. Métodos indiretos de estimativa da erodibilidade de um latossolo vermelho da região de Campinas, SP. Revista Ciência, Tecnologia & Ambiente, v. 3, n. 1, p. 51-58.

Strahler, A. N. 1952. Hypsometric (area-altitude) analysis and erosional topography. Bulletin of the Geological Society of America, v. 63, p. 1117-1142.

Tonello, K. C., Dias, H. C. T., Souza, A. L., Ribeiro, C. A. A. S., Leite, F. P. 2006. Morfometria da Bacia Hidrográfica da Cachoeira das Pombas, Guanhães – MG. R. Árvore, Viçosa, v.30, n.5, p.849-857.

Tucci, C. E. M. 2009. Hidrologia: ciência e aplicação. 4 ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

Villela, S.M., Mattos, A. 1975. Hidrologia aplicada. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 245p.

Zhu, A., Wang, P., Zhu, T., Chen, L., Cai, Q., Liu, H. 2013. Modeling runoff and soil erosion in the Three-Gorge Reservoir drainage area of China using limited plot data. Journal of Hydrology, v. 492, p. 163-175, 2013.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.2.p%25p

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License