Xenofobia, pós-colonialidade e homonacionalismo no sul da Europa. Perspectivas da Catalunha

Marcos de Araújo Silva

Resumo


O termo homonacionalismo vem sendo utilizado para se referir aos discursos de políticos/as abertamente gays e lésbicas que instrumentalizam temores de partes do segmento LGBT das populações nacionais no intuito de que estes grupos sociais apoiem suas ideologias racistas e xenófobas. Estas ideologias possuem em comum a visão de que certas coletividades imigrantes, em especial as muçulmanas, deveriam ser excluídas de direitos de cidadania como votar e eleger representantes políticos, já que a concessão destes direitos para tais imigrantes caracterizaria uma ameaça aos direitos da população LGBT. Com base em pesquisas etnográficas, este artigo discute como o homonacionalismo está sendo difundido, interpretado, defendido e contestado na Catalunha e, para isso, foram ouvidos diversos segmentos: população LGBT, ativistas, políticos e imigrantes. Por fim, o artigo aponta perspectivas para refletir este fenômeno que irá progressivamente adquirir relevância na Europa, território que dentro de poucas décadas se converterá num continente de maioria muçulmana.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.