A atitude etnográfica na sala de aula: descolonizando os processos de ensino

Álamo Pimentel

Resumo


Este ensaio propõe uma abordagem pós-colonial da produção do conhecimento em sala de aula. Parte-se do questionamento das relações de saber-poder constitutivas dos modelos eurocêntricos de educação e, indica-se a inscrição da atitude etnográfica na composição de uma atitude educadora como perspectiva de transformação das condições de alteridade nas relações entre educadores e estudantes. A sala de aula é concebida como uma Zona de Contato em que diferentes expressões culturais entram em conflito e buscam estabelecer interlocuções. Ao longo do texto, apresentam-se formas de agenciamento emergentes da atitude etnográfica que lançam outras perspectivas para o enfrentamento dos desafios da produção do conhecimento no aprofundamento das experiências de convívio social em sala de aula.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.