Sociologia da educação e a sociologia das ausências e das emergências: um diálogo possível?

Amurabi Oliveira

Resumo


A Sociologia da Educação tem se apresentado como um campo dinâmico no Brasil, que tem se expandido nas últimas décadas tanto nas Faculdades de Educação quanto nos Departamentos de Sociologia/Ciências Sociais, o que tem sido acompanhado de uma maior amplitude em termos de referenciais teóricos. Nesse artigo proponho-me a pensar numa possibilidade de diálogo entre a Sociologia da Educação que vem sendo realizada no Brasil e a Sociologia das Ausências e das Emergências, trata-se de um ensaio que visa apontar possíveis convergências entre a agenda de pesquisa de um campo e uma proposta teórica, compreendendo que a Sociologia da Educação está vinculada ao debate sobre a relação entre escolarização e produção das desigualdades sociais, cujas discussões podem ser ampliadas a partir da proposta existente na Sociologia das Ausências e das Emergências.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REALIS | Revista de Estudos AntiUtilitaristas e PosColoniais - ISSN: 2179-7501



Creative Commons CC Atribuição Não comercial, sem derivação 4.0.