Assistência em saúde às travestis na atenção primária: do acesso ao atendimento

Graciela Dutra Sehnem, Rodrigo Lima Rodrigues, Jussara Mendes Lipinski, Maria Eduarda Deitos Vasquez, Alessandra Schmidt

Resumo


RESUMO

Objetivo: conhecer a assistência em saúde às travestis, sob a ótica dos enfermeiros, na atenção primária. Método: estudo descritivo, de campo, com abordagem qualitativa. Participaram dez enfermeiros vinculados às Estratégias Saúde da Família. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada. O procedimento analítico adotado foi a técnica de análise temática. Resultados: a atenção primária em saúde não se constituiu na porta de entrada das travestis para a assistência à saúde, visto que o serviço se encontra desestruturado para atender esta população. O acolhimento se apresentou como ferramenta para a implementação do cuidado às travestis. Conclusão: o estudo evidenciou que não são desenvolvidas ações de assistência à saúde direcionadas ao atendimento das travestis. As poucas iniciativas que se apresentaram ocorreram de maneira isolada e fragmentada, a partir de iniciativas individuais de alguns enfermeiros. Descritores: Assistência Integral à Saúde; Identidade de Gênero; Enfermagem; Atenção Primária à Saúde.

ABSTRACT

Objective: to know the health care of transvestites, from the point of view of nurses, in primary care. Method: descriptive, field study, with qualitative approach. Participated ten nurses linked to Family Health Strategies. Data were collected through a semi-structured interview. The analytical procedure adopted was the Thematic Analysis technique. Results: primary health care was not the gateway for transvestites to health care, since they are unstructured to serve this population. The welcoming was presented as a tool for the implementation of transvestite care. Conclusion: the study showed that health care actions aimed at the care of transvestites are not developed. The few initiatives that were presented occurred in an isolated and fragmented way, from the individual initiatives of some nurses. Descriptors: Comprehensive Health Care; Gender Identity; Nursing; Primary Health Care.

RESUMEN

Objetivo: conocer la asistencia en salud a las travestis, en la perspectiva de los enfermeros en la atención primaria. Método: estudio descriptivo, de campo, con abordaje cualitativo. Participaron  diez enfermeros vinculados a las estrategias de salud familiar. Los datos fueron recogidos a través de entrevista semiestructurada. El procedimiento analítico adoptado fue la técnica de análisis temático. Resultados: la atención primaria en salud no se constituyó como una puerta de entrada de las travestis para la asistencia de salud, el servicio no es desestructurados para atender población. El acogimiento se ha presentado como una herramienta para la implementación del atendimiento a travestis. Conclusión: el estudio ha demostrado que las acciones de asistencia a salud no son desarrolladas, ni direccionadas para el atendimiento a las travestis. Las pocas iniciativas que se han producido de manera aislada y fragmentada, a través de iniciativas individuales de algunos enfermeros. Descriptores: Atención Integral de Salud; Identidad de Género; Enfermería; Atención Primaria de Salud.


Palavras-chave


Assistência Integral à Saúde; Identidade de Gênero; Enfermagem; Atenção Primária à Saúde.

Texto completo:

PDF (English) PDF


DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i4a15238p1676-1684-2017



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios