A pessoa idosa em estado crítico: barreiras ao cuidado integral

Maria Júlia Carneiro Fernandes, Alcione Leite da Silva

Resumo


RESUMO

Objetivo: conhecer as barreiras ao desenvolvimento do cuidado integral à pessoa idosa internada em uma unidade de cuidados intensivos, na percepção de profissionais de saúde. Método: estudo qualitativo, exploratório-descritivo, do tipo pesquisa de terreno, realizado em uma UCI de um Hospital Público da Região Centro de Portugal. Utiliza-se a amostragem não probabilística intencional, por conveniência, com 24 profissionais de saúde. Os dados foram coletados através da observação participante e entrevista semiestruturada, e analisados com o apoio do referencial a hermenêutica-dialética de Minayo e do programa WebQDA. Resultados: emergiram cinco categorias intimamente interligadas: falta de qualificação para o cuidado gerontogeriátrico; normalização da prática de cuidado; ritmo de trabalho intenso e desgastante; desarticulações e conflitos no cuidado em equipe; e gestão distanciada da prática de cuidado em UCI. Conclusão: demonstrou-se que embora o desenvolvimento do cuidado integral à pessoa idosa seja um caminho permeado de incertezas, receios, limitações institucionais e pessoais, não é uma utopia. Novos padrões de ação, interação, vontade e pensamento podem ser construídos de forma a subsidiar a interdependência entre profissionais de saúde e orientar para uma prática diferenciada e comprometida com a dignidade humana em UCI. Descritores: Unidade de Terapia Intensiva; Cuidados Críticos; Integralidade em Saúde; Pessoa Idosa; Equipe de Assistência ao Paciente; Relações Interpessoais.

ABSTRACT

Objective: to know the barriers to the development of integral care for the elderly person hospitalized in an intensive care unit, in the perception of health professionals. Method: this is a qualitative, exploratory-descriptive study of the type of land survey performed in an ICU of a Public Hospital of the Central Region of Portugal. Intentional non-probabilistic sampling is used, for convenience, with 24 health professionals. The data were collected through participant observation and semi-structured interview and analyzed with the support of Minayo's hermeneutic-dialectic reference and the WebQDA program. Results: five intimately interrelated categories emerged: lack of qualification for gerontogeriatric care; normalization of care practice; intense and exhausting work pace; disarticulation and conflicts in teamwork; and distant management of the ICU care practice. Conclusion: It has been shown that although the developments of integral care for the elderly, it is a path permeated by uncertainties, fears, institutional and personal limitations, it is not a utopia. New patterns of action, interaction, will and thought can be constructed to subsidize the interdependence between health professionals and guide to a differentiated practice committed to human dignity in ICU. Descriptors: Intensive Care Unit; Critical care; Integrality in Health; Elderly Person; Patient Care Team; Interpersonal Relations.  

RESUMEN

Objetivo: conocer las barreras al desarrollo del cuidado integral a la persona anciana internada en una unidad de cuidados intensivos, en la percepción de profesionales de salud. Método: estudio cualitativo, exploratorio-descriptivo, del tipo investigación de terreno. Fue realizado en una UCI de un Hospital Público de la Región Centro de Portugal. Se utiliza la muestra no probabilística intencional, por conveniencia, con 24 profesionales de salud. Los datos fueron recogidos a través de la observación participante y entrevista semi-estructurada, y analizados con el apoyo del referencial, la hermenéutica-dialéctica de Minayo y del programa WebQDA. Resultados: surgieron cinco categorías íntimamente ligadas: falta de calificación para el cuidado gerontogeriátrico; normalización de la práctica de cuidado; ritmo de trabajo intenso y desgastante; desarticulaciones y conflictos en el cuidado en equipo; y gestión distanciada de la práctica de cuidado en UCI. Conclusión: se demostró que aunque el desarrollo del cuidado integral a la persona anciana sea un camino permeado de incertezas, recelos, limitaciones institucionales y personales, no es una utopía. Nuevos padrones de acción, interacción, ganas y pensamiento pueden ser construidos de forma a subsidiar la interdependencia entre profesionales de salud y orientar para una práctica diferenciada y comprometida con la dignidad humana en UCI. Descriptores: Unidad de Cuidados Intensivos; Cuidados Críticos; Integralidad en Salud; Persona de Edad Avanzada; Grupo de Atención al Paciente; Relaciones Interpersonales.


Palavras-chave


Unidade de Terapia Intensiva; Cuidados Críticos; Integralidade em Saúde; Pessoa Idosa.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i7a235007p1887-1899-2018



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

 doajPeriódicoscapes

bvs elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios