Autocuidado do cuidador de adoecidos em cuidados paliativos oncológicos domiciliares

Jamil Michel Miranda do Vale, Antônio Corrêa Marques Neto, Lucialba Maria Silva dos Santos, Mary Elizabeth de Santana

Resumo


RESUMO

Objetivo: conhecer as necessidades de autocuidado de familiares cuidadores frente ao cuidado de adoecidos em cuidados paliativos oncológicos domiciliares e propor estratégias a esses cuidadores para a realização do autocuidado. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, realizou-se a coleta de dados por meio de uma entrevista com base nos requisitos de autocuidado de Dorothea Orem. Submeteram-se os materiais gerados a processos analíticos preconizados pela Análise de Conteúdo na modalidade Análise Temática. Resultados: definiram-se duas categorias temáticas: Categoria 1 – Ser cuidador: sobrepeso e qualidade de vida e Categoria 2 – A necessidade de cuidado do outro como obstáculo para o próprio cuidado. Conclusão: constatou-se que as necessidades de autocuidado dos cuidadores estão ligadas ao sono e repouso inadequados, alimentação e hidratação ineficazes, interação social prejudicada, risco à saúde, vulnerabilidades socioeconômicas e falta de instrução. Traçaram-se estratégias sugestivas para a realização do autocuidado voltadas para essas necessidades consideradas como fortes fatores contributivos para o avanço dos estudos voltados para o autocuidado. Descritores: Autocuidado; Cuidadores; Cuidados Paliativos; Neoplasias; Enfermagem; Visita Domiciliar.

ABSTRACT

Objective: to know the self-care needs of family caregivers regarding the care of patients with palliative care at home and propose strategies to these caregivers for self-care. Method: this is a qualitative, descriptive study, the data was collected through an interview based on Dorothea Orem's self-care requirements. The generated materials were submitted to analytical processes recommended by Content Analysis in the Thematic Analysis modality. Results: two thematic categories were defined: Category 1 - Being a caregiver: overweight and quality of life and Category 2 - The need for care of the other as an obstacle to one's care. Conclusion: it was found that the caregiver's self-care needs are related to inadequate sleep and rest, ineffective feeding and hydration, impaired social interaction, health risk, socioeconomic vulnerabilities and lack of education. Strategies suggestive for the realization of self-care focused on these needs were considered as strong contributory factors for the advancement of studies focused on self-care. Descriptors: Self-Care; Caregivers; Palliative Care; Neoplasms; Nursing; House Calls.

RESUMEN

Objetivo: conocer las necesidades de autocuidado de los familiares cuidadores frente al cuidado de enfermos em cuidados paliativos oncológicos domiciliarios y proponer estrategias a los cuidadores para la realización del autocuidado. Método: se trata de un estudio cualitativo, descriptivo, se realizo la recolección de datos a través de una entrevista basada en los requisitos de autocuidado de Dorothea Orem. Se sometieron los materiales generados a procesos analíticos preconizados por el Análisis de Contenido en la modalidad Análisis Temático. Resultados: se definieron dos categorías temáticas: Categoría 1 - Ser cuidador: sobrepeso y calidad de vida y Categoría 2 - La necesidad de cuidado del otro como obstáculo para su propio. Conclusión: e verifico que las necesidades de autocuidado de los cuidadores están relacionadas al sueño y de descanso inadecuados, alimentación e hidratación ineficaces, interacción social perjudicada, riesgo a la salud, vulnerabilidades socioeconómicas y falta de instrucción. Se platearon estratégias sugestivas para la realización del autocuidado dirigidas a la necesidades consideradas como fuertes factores contribuyentes para el avance de los estudios dirigidos al autocuidado. Descriptores: Autocuidado; Cuidadores; Cuidados Paliativos; Neoplasias; Enfermería; Visita Domicilliaria.


Palavras-chave


Autocuidado; Cuidadores; Cuidados Paliativos; Enfermagem Oncológica.

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


INCA. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Brasil), Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil [Internet]. 2016 [cited 2016 apr 30]; 124p. Available from: http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/estimativa-2016-v11.pdf.

Brunner LS, Suddarth DS. Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica. 13ª ed. Rio de Janeiro. Editora Guanabara Koogan; 2015.

Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Estimativa 2012: Incidência de câncer no Brasil [Internet]. 2012 [cited 2016 may 06]. Available from: http://www.inca.gov.br/estimativa/2012/index.asp?ID=1.

Santos MCL, Pagliuca LMF, Fernandes AFC. Cuidados paliativos ao portador de câncer: reflexões sob o olhar de Paterson e Zderad. Rev latinoam enferm [Internet]. 2007 [cited 2016 jun 5];15(2). Available from: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v15n2/pt_v15n2a24.pdf.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação-geral de Atenção Domiciliar. Melhor em casa: a segurança do hospital no conforto do seu lar. Caderno de Atenção Domiciliar. 2013.

INCA. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Brasil). O que é câncer [Internet]. 1995 [cited 2016 apr 30]. Avaliable from: http://www.inca.gov.br/.

Guimarães CA, Lipp MEN. Os possíveis porquês do cuidar. Rev SBPH [Internet]. 2012 [cited 2016 jun 05]; 15(1):249-63. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rsbph/ v15n1/v15n1a14.pdf.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Câncer [Internet]. 2002 [cited 2016 apr 16]. Available from: http://www.oms.br.

SILVA, I. J. et al. Cuidado, autocuidado e cuidado de si: uma compreensão paradigmática para o cuidado de enfermagem. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2009 [cited 2016 jun 5]; 43(3):697-703. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v43n3/a28v43n3.pdf.

Chinn PL, Kramer MK. Theory and nursing: a systematic approach. Missouri: Mosby; 1995.

Foster PC, Benett AM, Orem DE. In: George JB. Teorias de enfermagem: os fundamentos à pratica profissional [tradução de Ana Maria Vasconcellos Thorell]. 4a ed. Porto Alegre (RS): ARTMED; 2000. p. 83-101.

Floriani CA. Cuidador familiar: sobrecarga e proteção. Revista Brasileira de Cancerologia [Internet]. 2004 [cited 2016 may 06]; 50(4):341-45. Available from: http://www.inca.gov.br/rbc/n_50/v04/pdf/secao5.pdf.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2008.

Nascimento JD, Lacerda MR, Girardon-Perlini NMO, Camargo TB, Gomes IM, Zatoni DCP. The experience of family care in transitional support houses. Rev Bras Enferm [internet]. 2016 mai/jun [cited 2016 ago 22]; 69(3): 504-10. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690317i.

Oliveira SG, Quintana AM, Denardin-Budó ML, Moraes NA, Lüdtke MF, Cassel PA. Internação domiciliar do paciente terminal: o olhar do cuidador familiar. Rev. Gaúcha Enferm. [Internet]. 2012 Sep [cited 2016 ago 31]; 33(3):104-110. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472012000300014&lng=en.

Silva VR, Stelmake LL. Cuidadores domiciliares: uma demanda para a ação profissional dos assistentes sociais. Serv soc rev [Internet]. 2012 [cited 2016 ago 16]; 14(2):145-161. Available from: http://www.abramebrasil.com.br/images/download/pdf/direitos-deveres/cuidadores-domiciliares.pdf.

Fratezi FR, Gutierrez BAO. Cuidador familiar do idoso em cuidados paliativos: o processo de morrer no domicílio. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2011 [cited 2016 may 10]; 16(7):3241-48. Available from: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n7/23.pdf.

Vasconcelos EV, Santana ME, Silva SED. Desafios da enfermagem nos cuidados paliativos: revisão integrativa. Enfermagem em Foco [Internet]. 2012 [cited 2016 may 10]; 3(3):127-30. Available from: http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/296/158.

Borges CL et al. Cuidando do cuidador: intervenções para o autocuidado. Rev enferm UFPE on line [Internet]. 2015 [cited 2016 may 10]; 9(4):7474-81. Available from: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/13606/16436.

Washington KT, Demiris G, Parker OD, Wittenberg-Lyles E, Crumb E. Qualitative evaluation of a problem-solving intervention for informal hospice caregivers. Palliat Med [Internet]. 2012 Dec [cited 2016 may 10];26(8):1018-24. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22075164.

Longacre ML. Cancer Caregivers Information Needs and Resource Preferences. J cancer educ. 2013; 28(2):297–305.

Pedraza HMP. Quality of life in family caregivers of people in cancer treatment. Rev Cuid [Internet]. 2015 [cited 2016 ago 16]; 6(2): 1029-40. Available from: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v6i2.154.




DOI: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.235923



 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

doaj

capes bvs ebesco elsevier nlm diadorim periodicaabec

 

cinahl citefactor cuidenplusb socolar ulrichs sumarios

 

Licença Creative Commons

A Revista de Enfermagem UFPE Online foi licenciada com uma Licença Creative Commons