PROPOSTA DE CLASSIFICAÇÃO E MAPEAMENTO DOS SOLOS DO BRASIL COM BASE NA TEMPERATURA DO AR, USANDO INTERPOLAÇÃO E MODELO DIGITAL DE ELEVAÇÃO (SRTM)

Gustavo Souza Valladares, Marcos Gervásio Pereira

Resumo


Em 2006 foi lançada a segunda edição do “Sistema Brasileiro de Classificação de Solos”, que já está bem estruturado até o quarto nível categórico. Porém os cientistas em taxonomia de solos do Brasil estão fazendo o esforço para definir o quinto e sexto níveis categóricos. Neste contexto o regime térmico pode ser utilizado, pois infere a respeito da gênese dos solos e da aptidão edafoclimática das culturas agrícolas. Devido à escassez de dados de temperatura do solo no Brasil, propõem-se empregar a temperatura do ar na classificação dos solos brasileiros quanto ao seu regime térmico. Técnicas de geoprocessamento, interpolação de dados espaciais e modelos digitais de elevação são ferramentas úteis no mapeamento de dados da temperatura do ar. O objetivo do presente trabalho é mapear e propor classes de regime térmico do ar para a classificação dos solos brasileiros nos níveis categóricos inferiores, para isso foram utilizadas técnicas de geoprocessamento, interpolação, modelo digital de elevação (SRTM) e análise de regressão linear múltipla. A metodologia empregada no mapeamento mostrou-se adequada, proporcionando uma adequada classificação do regime térmico do ar, baseado na temperatura média e na amplitude térmica. As classes propostas e o mapeamento gerado poderiam ser empregados na classificação dos solos brasileiros.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.