VARIABILIDADE SAZONAL E INTRA-ANUAL DA RECICLAGEM DE VAPOR D’ÁGUA NO BRASIL

Ranyére Silva Nóbrega, Enilson Palmeira Cavalcanti

Resumo


Nesse trabalho foram analisados os campos do fluxo de vapor d’água, evapotranspiração, precipitação e reciclagem de vapor d’água durante o período de 1958 a 1998 para analisar a variabilidade sazonal e intra-anual da reciclagem de vapor d’água sobre o Brasil. Os resultados revelaram que o Nordeste comportou-se como sumidouro de vapor d’água na atmosfera durante novembro a junho, enquanto o Sudeste comportou-se como sumidouro de outubro a março, e o Norte durante todo o ano. Observaram-se também reciclagens de vapor d’água relativamente pequenas sobre o Norte e Nordeste do Brasil, e os maiores valores no Sudeste, evidenciando que os alísios de sudeste e nordeste que atingem o Norte e Nordeste do Brasil são os maiores responsáveis pelo aporte de umidade na atmosfera da região, no entanto, também ficou evidente que parte desta umidade sobre o Nordeste que não é transformada em chuva contribui para a precipitação da porção oriental da área Norte, de maneira que a contribuição da flora e hidrografia da Amazônia para a precipitação aumenta em direção oeste. Ao longo do ano, observou-se que a reciclagem apresenta maiores valores no verão do Nordeste e Sudeste, enquanto no Norte, os maiores valores ocorreram durante a primavera.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES