CARTA DE SENSIBILIDADE ARQUEOLÓGICA: BREVE INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS DE PADRÕES DE ASSENTAMENTO DE POPULAÇÕES PRÉ-COLONIAIS NA UHE JIRAU – RONDÔNIA, BRASIL

Katiúcia de Souza Silva, João Henrique Rosa, Rodolfo Alves da Luz

Resumo


Este trabalho compõe parte das atividades desenvolvidas no Programa de Gestão do Patrimônio Arqueológico, Histórico e Cultural da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, no Estado de Rondônia, Brasil, com a participação da empresa Documento Arqueologia e Antropologia e coordenação da L.D. Erika Robrahn-Gonzalez. Visando orientar as prospecções arqueológicas na Área de Influência Direta da UHE Jirau, foi construído um modelo preditivo em Arqueologia, denominado Carta de Sensibilidade Arqueológica. Para tanto, foram consideradas variáveis físico-paisagísticas que têm reflexo no padrão de assentamento de populações pré-coloniais. A análise dessas variáveis auxilia na indicação de regiões com maior probabilidade de localização de sítios arqueológicos, bem como testa a validade desta modalidade de documentação cartográfica para a Arqueologia. Como resultados, apresentam-se os sítios arqueológicos encontrados na área de estudo, relacionando-os com os condicionantes paisagísticos envolvidos na construção da Carta de Sensibilidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.