A AULA UNIVERSITÁRIA NOS CURSOS DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA: RACIONALIDADES DO SABER-FAZER

Francisco Kennedy Silva dos Santos, Maria Raquel de Carvalho Azevedo, Silvia Maria Nóbrega-Therrien

Resumo


Este trabalho é resultado de uma investigação que tem por objeto o trabalho e a mobilização de saberes docentes, tendo como foco principal de análise os limites e as possibilidades da racionalidade pedagógica no Ensino Superior. A fundamentação teórica ancora-se em diversos estudos que procuram mapear as racionalidades que movem esses profissionais em situação de trabalho, tendo como referencial a prática. O objetivo da pesquisa foi compreender os elementos constituintes da relação teoria-prática no trabalho docente desenvolvido no curso de licenciatura em Geografia. A pesquisa move-se a partir do seguinte problema: Qual a relação teoria-prática no trabalho docente desenvolvido pelos professores do curso de licenciatura em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (UECE), em Fortaleza sem formação pedagógica? Diante da complexidade do objeto, utilizou-se da pesquisa qualitativa, uma vez que esta privilegia os significados, experiências, motivos, sentimentos, atitudes e valores dos professores envolvidos com o fenômeno a ser investigado. Os resultados da pesquisa evidenciam que os docentes investigados, movidos por uma racionalidade técnica, possuem uma pedagogia própria pautada na transmissão do conteúdo, e segundo suas representações não consideram a formação pedagógica como base para a docência, mas sim os saberes da área específica da sua formação profissional.

 

Palavras-chave: Educação Superior, Ensino de Geografia, Trabalho Docente, Racionalidade Pedagógica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES