PROPOSTA DE ZONEAMENTO GEOAMBIENTAL PARA A BACIA DO RIO ALMADA - BAHIA

Naiara Gonçalves dos Santos, Gustavo Barreto Franco, Eduardo Antonio Gomes Marques, Ronaldo Lima Gomes, Cesar da Silva Chagas

Resumo


O Zoneamento Geoambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Almada, situada na região Sul do Estado da Bahia, Brasil, foi fundamentado nas concepções metodológicas da Teoria Geossistêmica. Fez-se uso das técnicas de geoprocessamento para a obtenção das informações espaciais geo-referenciadas. Teve como base as análises dos diversos componentes geomabiental (geologia, geomorfologia, declividade, hidrografia, solos e uso e ocupação do solo), acompanhados de mapas temáticos. Segundo o modelo geossistêmico e critérios geomorfológicos, por melhor sistematizarem os demais componentes geoambientais. Foi possível delimitar cinco Unidades Geoambientais com características homogêneas quanto aos aspectos físicos e determinar as potencialidades e limitações ambientais de cada unidade identificada, diante das atuais formas de uso da terra. Este trabalho contribui para o ordenamento territorial e planejamento da área de estudo através de recomendações para a preservação da qualidade ambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2238-6211.2014.229093

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.