A NATUREZA E A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO: O EXEMPLO DO NO ENTORNO DA MATA DE SANTA GENEBRA, CAMPINAS (SP), BRASIL

Antonio Carlos Vitte, Mariana Ferreira Cisotto

Resumo


A partir do estudo da formação histórica e da urbanização diferenciada do distrito de Barão Geraldo, no município de Campinas - São Paulo - Brasil, foi possível apontar as características da dinamização do mercado imobiliário nas proximidades de um bem natural tombado. A relevância na análise desse sítio se dá, pois nele localiza-se o maior patrimônio natural tombado do município de Campinas, a Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) Mata de Santa Genebra. Objetivou-se a compreensão de algumas das razões pelas quais, nos últimos anos, o verde se tornou um elemento valorizado pelo mercado imobiliário no distrito de Barão Geraldo e entender quais os motivos para esse interesse repentino do mercado imobiliário em manter ou criar áreas verdes nas cidades. A expansão do mercado de lotes urbanos, em cuja origem estava o parcelamento de áreas ainda rurais, de chácaras e sítios do entorno da cidade, em grande medida, acabou sendo organizada como um grande negócio por empreendedores imobiliários, que passam a investir em empreendimentos próximos de áreas verdes, possivelmente por sua raridade, e por isso tem alto valor sendo acessível apenas para os estratos sociais com níveis socioeconômicos mais elevados. Os especuladores imobiliários, escolhendo locais de fácil acesso e onde a terra fosse mais barata, principalmente junto às melhores rodovias, passaram a comercializar o sol, o verde, o canto dos passarinhos, os esportes e, nas últimas décadas, a segurança, cercando-os de muros e guardas. Pelo acompanhamento da dinamização do mercado por propagandas de empreendimentos, pode-se perceber que o foco na região do distrito de Barão Geraldo e especificamente nas proximidades da Mata de Santa Genebra é justamente o mercado verde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.