A CLIMATOLOGIA APLICADA EM PORTUGAL – UMA HERANÇA TAMBÉM DO PROFESSOR CARLOS AUGUSTO DE FIGUEIREDO MONTEIRO

Ana Monteiro

Resumo


Em 6 de Abril de 1983, estava o professor Carlos Augusto de Figueiredo Monteiro (CAFM), segundo a biografia publicada, como professor visitante na Universidade de Tsukuba no Japão, assinei o meu primeiro contrato como docente no então Instituto de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Tinha terminado a minha licenciatura em Junho de 1982 com um bom desempenho e fui desafiada a concorrer a um dos lugares de assistente estagiário que seriam abertos na FLUP.Contudo, o ano de 1982 foi bastante conturbado em Portugal. Greves laborais, incidentes com mortes nas manifestações do dia 1º de Maio, atentados bombistas, um atentado contra o Papa João Paulo II em Fátima, a Revisão Constitucional, as eleições autárquicas, a demissão do Primeiro Ministro Pinto Balsemão, etc. O ano seguinte, 1983, iniciou-se com uma profunda crise económica e com a entrada do FMI em Portugal. Por tudo isto, o repto que me foi lançado, e que aceitei em 1982, só se concretizou em Abril de 1983. Neste artigo está um relatro dna herança do conhecimento do professor Carlos Augusto Monteiro na climatologia palicada em Portugal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES