O CAMPO TÉRMICO EM SITUAÇÃO EPISÓDICA DE PRIMAVERA EM UMA CIDADE DE PEQUENO PORTE, NA ZONA DA MATA MINEIRA: UM ESTUDO DE CASO EM CAJURI-MG

Edson Soares Fialho, Edilson Junior Celestino, Robson Rodrigues Quina

Resumo


Na climatologia, a vertente que estuda o clima urbano, vem conquistando importância diante das grandes modificações que tal espaço vem sofrendo ao longo do tempo, tais como, a subtração da vegetação, impermeabilização das superfícies, construções civis, canalização de rios, dentre outros. Nesse contexto, vários são os fatores que alteram as características térmicas em um determinado local, sendo esses de caráter natural e/ou antrópico. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivo analisar o comportamento térmico episódico de primavera, na cidade de Cajuri-MG, cidade de pequeno porte, situada no centro da região da Zona da Mata Mineira. Buscando assim compreender a variação da temperatura do ar entre o rural e urbano. Para isso, utilizou-se da técnica do transecto móvel para a coleta dos dados, ao longo de três horários: 9h00min; 15h00min e 21h00min. Os resultados apontaram que existe uma diferença térmica quando se compara seu centro urbanizado com áreas ao seu entorno, da cidade em análise, com as maiores diferenças sendo encontradas durante o período diurno em função do sítio de planalto dissecado convergente, que produz sombra sobre parte da cidade.Na climatologia, a vertente que estuda o clima urbano, vem conquistando importância diante das grandes modificações que tal espaço vem sofrendo ao longo do tempo, tais como, a subtração da vegetação, impermeabilização das superfícies, construções civis, canalização de rios, dentre outros. Nesse contexto, vários são os fatores que alteram as características térmicas em um determinado local, sendo esses de caráter natural e/ou antrópico. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivo analisar o comportamento térmico episódico de primavera, na cidade de Cajuri-MG, cidade de pequeno porte, situada no centro da região da Zona da Mata Mineira. Buscando assim compreender a variação da temperatura do ar entre o rural e urbano. Para isso, utilizou-se da técnica do transecto móvel para a coleta dos dados, ao longo de três horários: 9h00min; 15h00min e 21h00min. Os resultados apontaram que existe uma diferença térmica quando se compara seu centro urbanizado com áreas ao seu entorno, da cidade em análise, com as maiores diferenças sendo encontradas durante o período diurno em função do sítio de planalto dissecado convergente, que produz sombra sobre parte da cidade.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES