Avaliação da Vulnerabilidade Ambiental de Regiões Tropicais Montanhosas com Suporte de SIG

Braz Calderano, Helena Polivanov, Waldir de Carvalho Junior, Cesar da Silva Chagas, Sebastião Barreiros Calderano

Resumo


O objetivo do trabalho foi aplicar uma metodologia para estimar áreas propensas a vulnerabilidade ambiental na região serrana do estado do Rio de Janeiro, utilizando análise multicritério e modelagem em (SIG), através da álgebra de mapas. Os procedimentos utilizados envolveram a aquisição, conversão, armazenamento digital de dados básicos de solo, litologia, relevo, declive, uso da terra, vegetação e pluviosidade, confecção de base de dados, modelo digital de elevação e superposição temática em SIG, com base na interação, ponderação e atribuição de valores específicos a cada fator condicionante da vulnerabilidade, segundo a sua importância. Assim, cada fator foi ponderado do menos vulnerável (1), para o mais vulnerável (5). O mapa final resultante estratifica a área em oito classes de vulnerabilidade: baixa, baixa a moderada, moderada, alta, alta a muito alta, muito alta, muito alta a extremamente alta e extremamente alta. As áreas mais vulneráveis estão associadas a um conjunto de fatores que incluem rochas, relevos e solos mais instáveis, menor proteção da cobertura vegetal e precipitação mais elevada, as menos vulneráveis estão associadas a condições geoambientais inversas. Os resultados produzidos servem de instrumento auxiliar ao planejamento ambiental das terras de paisagens montanhosas da região serrana.
Palavras Chave: Gerenciamento das terras. Geoprocessamento. Álgebra de mapas. Modelo digital de elevação e sistema de informação geográfica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES