MODELO RAMPA: ESBOÇO METODOLÓGICO PARA DIMENSIONAMENTO DE VERTENTES

Rodrigo de Freitas Amorim, Fernando Moreira da Silva, Antonio Carlos de Barros Corrêa

Resumo


A erosão do solo é um dos processos de degradação mais importante em ecossistemas, que decorre, também, do movimento das águas ao longo de uma vertente. As características da vertente influenciam diretamente na maior ou menor suscetibilidade à perda de solo. A mensuração do comprimento de vertente é um passo fundamental nos estudos de perda de solo e planejamento de práticas conservacionistas. Desta forma, o objetivo é propor um modelo analítico para o cálculo do comprimento de vertentes (rampa). Como metodologia fez-se uso dos teoremas de limite e derivada, com implementação na linguagem de programação “Linguagem Espacial para Geoprocessamento Algébrico” (LEGAL) disponível no software SPRING. Como protótipo fez-se uma aplicação na Microbacia Riacho Passagem, região semiárida do Rio Grande do Norte, e obteve-se um mapa com o comprimento de rampa, sendo parcialmente validado com visitas a campo. O modelo proposto possibilita melhorar de modo significativo os estudos voltados à compreensão da erosão do solo, uma vez que permite calcular os comprimentos de vertentes a partir dos valores de uma grade numérica de terreno.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI
PERIÓDICOS CAPES