CLIMATE CLASSIFICATION IN KÖPPEN MODEL FOR THE STATE OF PERNAMBUCO - BRAZIL

Raimundo Mainar de Medeiros, Romildo Morant de Holanda, Mirella Alexandre Viana, Vicente de Paulo Silva

Resumo


O sistema de classificação climática Köppen é pouco utilizado nos estudos agrícolas devido à grande extensão das escalas de plantio em que são utilizadas. Foi utilizada a série de chuvas históricas observadas em 187 municípios do estado de Pernambuco. Para a espacialização dos resultados, utilizou-se o método de interpolação Kriging. As classificações indicadas mostraram-se muito sensíveis à orografia municipal, aos índices pluviométricos e às variações de temperatura resultando em três tipos climáticos de acordo com o modelo de Köppen. De acordo com os sistemas de classificação de Köppen, foram identificadas três características climáticas: do tipo AS em 108 municípios, o tipo semiárido quente com precipitação de verão e inverno seco (BSH), foi registrado em 55 municípios e o tipo Am predominou em 20 municípios. A classificação climática de acordo com Köppen para a área estudada está de acordo com as classificações de Camargo (1961). O modelo Kriging adaptou os resultados de forma satisfatória nos dados geoespaciais obtidos para o estado de Pernambuco. O sistema de classificação climática Köppen é eficiente apenas para a macro-escala e com baixa capacidade para separar os tipos de clima, levando em consideração a temperatura do ar, as chuvas e os elementos resultantes do balanço hídrico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES