TEMPORALIDADES CIENTÍFICAS E TÉCNICAS NO BRASIL: UMA ANÁLISE ESPACIAL DO IMPACTO DA POLÍTICA NACIONAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE E SEU FOMENTO À PESQUISA EM REDE

Allison Bezerra Oliveira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo proporcionar reflexão acerca da importância da compreensão do espaço geográfico também como resultado de temporalidades científicas e técnicas, utilizando como base analítica a atuação da Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde (PNCTIS) e seu fomento à pesquisa em rede. Nesse percurso, utilizou-se o estado de Pernambuco como recorte espacial referencial em relação ao Brasil. Utilizou-se a área de Farmácia como recorte de área da Saúde a ser analisada e o período de 2005 a 2010 como recorte temporal. Metodologicamente, foram selecionados dados referentes a editais, grupos de pesquisa, projetos aprovados no Brasil como base material para análise do impacto da referida política pública e consequente compreensão das temporalidades espaciais existentes no Brasil. Os dados apresentados sugerem que há pouca compreensão das temporalidades geográficas brasileiras na atuação de políticas públicas como a PNCTIS, o que contribui para a manutenção dos desníveis científicos e tecnológicos do país e consequente reprodução de velhas disparidades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJLATINDEX
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES