DE “INVASÃO DE MACAÍBA” A “JARDIM VITÓRIA”: ANALISE ESPAÇO TEMPORAL DAS TRANSFORMAÇÕES DE UMA ZONA ESPECIAL DE INTERESSE SOCIAL (ZEIS) EM CAMPINA GRANDE, PB

Irislaldo Erik Estevam da Silva, Luiz Eugênio Pereira Carvalho

Resumo


Conhecer e entender a dinâmica socioespacial da cidade sempre se fez importante. É a partir desta dinâmica que podemos compreender como se manifesta a (re)produção do espaço urbano que seleciona, separa e segrega os moradores em diversas partes da urbe. Desta feita, estudar o surgimento de áreas periféricas nas cidades se faz importante para se captar o processo de expansão urbana. O objetivo deste trabalho é realizar uma breve exposição da história do Conjunto Jardim Vitória, enfatizando o seu processo de consolidação através do estudo do campo e de análise espaço-temporal de imagens de satélite num período de 16 anos. Também analisamos a área a partir de seu reconhecimento como uma Zona Especial de Interesse Social (ZEIS) – assim nomeada em 2006 – para identificar quais os serviços básicos de infraestrutura e de equipamentos urbanos foram e implantados e estão presentes nele. Destarte, as lutas dos moradores e o reconhecimento enquanto ZEIS fez com que houvesse maior atenção dos órgãos públicos para que todas as obras de melhorias fossem, aos poucos, sendo implantadas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.