AVALIAÇÕES DE IMPACTOS NAS IMPLANTAÇÕES DO CULTIVO DO EUCALIPTO NA MESORREGIÃO LESTE DO ESTADO DE ALAGOAS

Verônica Amaral Gurgel, Rochana Campos Andrade Lima Santos, Karina Ribeiro Salomon

Resumo


RESUMO

O presente trabalho analisa a eucaliptocultura nos municípios da Mesorregião do Leste Alagoano em plantio paralelo com a cana-de-açúcar. Tem como objetivo analisar a distribuição, ocupação e seus impactos econômicos e ambientais. Com a análise pôde-se evidenciar a importância socioeconômica da Mesorregião, que contém mais da metade dos municípios alagoanos. Com a matriz de impactos, e os valores atribuídos em cada etapa, percebeu-se a geração de diversidades de impactos positivos e negativos. Avaliando-se um total de 84 alterações destacaram-se os impactos: alto negativo (A-) em 25% dos casos; médio negativo (M-) em 22%; médio positivo (M+) e baixo negativo (B-) em 13%; alto positivo (A+) em 12%; baixo positivo (B+) em 8% e os impactos nulos ou ausências de alterações em 7%. Ou seja, grande parte dos impactos gerados foram negativos. Dessa forma, o eucalipto se configura como novo advento socioeconômico e ambiental. Assim, nas áreas já plantadas se faz necessário realizar medidas mitigatórias para o alto e médio impacto negativo. Foi possível perceber assim, que os impactos da eucaliptocultura podem alterar a evolução e a manutenção da exploração deste commodity em anos vindouros.

Palavras-chave: Eucalipto; Mesorregião Leste Alagoana; Zona da Mata.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

DOAJ
ROADDRJI

PERIÓDICOS CAPES

 

 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.