Dinâmica da habitação popular e do “interesse social” no Recife: da Liga Social contra o Mocambo à inflexível passagem para os conjuntos habitacionais

Manuela Maria Nascimento, Diana Carolina Gómez Bautista

Resumo


Este trabalho tem como objetivo discutir a efetividade das políticas habitacionais na melhoria do acesso à moradia digna, para pessoas que estão à margem de processos decisórios e em situação de insegurança de permanência em seus territórios. E levando em conta a atual prática de realocação desses grupos, com seus antecedentes desde 1930, realizar um mapeamento dos conjuntos habitacionais construídos por meio das políticas de habitação convencionais na cidade do Recife, entre o período de 2001 e 2016, a fim de iniciar a geração e sistematização de informações que deem maior visibilidade ao processo, territórios e pessoas que compõem o universo do “interesse social”. Para tanto, foram feitas pesquisa bibliográfica, documental e de dados secundários, análise de material cartográfico e o geoprocessamento das informações sobre os conjuntos. Observou-se que a satisfação do “interesse social” foi relegada a um segundo plano nas políticas habitacionais. Isto decorre de condicionantes que não evoluem positivamente ou permanecem sob outras formas, tais como o higienismo, o clientelismo, os controles social e territorial, a distribuição desigual de benefícios e os desígnios do capital privado.


Palavras-chave


Políticas Públicas; Assentamentos Precários; Habitação; Recife

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

  

Dialnet

 

 

 

 

Revista MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Telefone: +55 (81)2126-7372; E-mail: revistamsde@gmail.com

Recife - Pernambuco - Brasil

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons