Redes curtas de comercialização: a proximidade política, pessoal e espacial na articulação territorial entre o rural e o urbano

Marcos Aurélio Saquet, Raquel Meira

Resumo


Neste texto, socializamos os principais resultados que conseguimos sobre as redes curtas de comercialização ao estudar as práticas camponesas agroecológicas em seis municípios do Sudoeste do Paraná, evidenciando a abordagem territorial e reticular adotada, os princípios do campesinato e da Agroecologia, juntamente com as feiras livres, ou seja, os sujeitos, os produtos e os mecanismos de organização política e venda, centrados nas relações próximas, política, pessoal e espacialmente. Este processo está na base de uma das formas de articulação entre o rural e o urbano, na formação territorial com base numa resistência política e cultural ao agronegócio.

Palavras-chave


Rede; proximidade; território; resistência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

  

Dialnet

 

 

 

 

Revista MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Telefone: +55 (81)2126-7372; E-mail: revistamsde@gmail.com

Recife - Pernambuco - Brasil

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons