Mudanças climáticas, eventos extremos e deslocados ambientais: caso Palmares/PE

Afonso Feitosa Reis Neto, Sofia Oliveira de Barros Correia, Stevam Gabriel Alves, Werônica Meira de Souza, Josiclêda Dominiciano Galvíncio, Maria do Socorro Bezerra de Araújo

Resumo


O estudo das mudanças climáticas auxilia na identificação de eventos extremos e nas suas possíveis consequências para a sociedade. Este trabalho teve como objetivo analisar se o evento meteorológico extremo que ocorreu em Palmares/PE, em junho de 2010, ocasionou o surgimento de refugiados e/ou deslocados ambientais. Para atingir o objetivo proposto foi utilizado o software Climap para analisar os dados meteorológicos, assim como convenções e protocolos da Organização das Nações Unidas que disciplinam a temática das migrações de populações por causas ambientais. Além destes, também foram consultados artigos científicos e informações jornalísticas sobre o episódio ocorrido no estado de Pernambuco. Os resultados indicaram que a precipitação pluviométrica ocorrida à época foi um evento extremo que se diferenciou totalmente dos registros históricos já observados ao longo da série de dados (1964 a 2014), e que em Palmares/PE parte dos indivíduos que saíram do município podem ser considerados deslocados ambientais e não refugiados ambientais.


Palavras-chave


Enchente; Desastres naturais; Migração ambiental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons