A lógica do discurso ambientalista empresarial: da extração de sal-gema aos impactos no ambiente urbano

Arthur Felipe de Melo Teixeira, Carlos Henrique de Vasconcelos Nascimento, Clayton dos Santos Silva, Jessé Rafael Bento de Lima, Marília Lacerda Barbosa Fragoso

Resumo


É dentro do contexto de especificidades territoriais que emerge a problemática da pesquisa discorrida. Pois, pela condição inicialmente favorável do recorte urbano de Maceió - Alagoas, a atividade de extração de sal-gema foi instaurada na região. Assim, objetivou-se caracterizar a atividade extrativista de sal-gema realizada em Maceió, apontando as principais problemáticas vivenciadas pela população dos bairros Pinheiro, Bebedouro e Mutange, bem como entender a lógica do discurso reproduzido pela instituição operadora da extração. Deste modo, foram realizadas pesquisas bibliográficas e documentais na tentativa de montar um arcabouço teórico sobre a temática, abordando as diferentes concepções da natureza e a influência do capital nas relações socioespaciais. Considerou-se, então, que a atividade mineral desempenhada no território urbano visou à maximização do lucro e não acompanhou a lógica de sustentabilidade reproduzida no discurso ambientalista da empresa. Somado a isso, constatou-se que a realização da atividade propagou impactos socioambientais e econômicos para a população inserida na área analisada.


Palavras-chave


mineração; espaço urbano; retórica capitalista; desenvolvimento econômico; impactos socioambientais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46802/rmsde.v9i1.243613

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

          

         

    

 

 

 

 

REVISTA MOVIMENTOS SOCIAIS E DINÂMICAS ESPACIAIS (ISSN: 2238-8052)

Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Departamento de Ciências Geográficas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Cidade Universitária, Av. Prof. Moraes Rego, n. 1235, CEP: 50670-901, Recife, Pernambuco, Brasil

Tel.: +55 (81)2126-7369

E-mail: revistamsde@gmail.com

 

 Licença Creative Commons

 A Revista Movimentos Sociais e Dinâmicas Espaciais foi licenciada com uma Licença Creative Commons