REFLEXIVIDADES. A atividade do amador

Antoine Hennion

Resumo


O artigo se propõe a analisar o gosto, os amadores e suas praticas enquanto uma atividade com significado complementar, truques e bricolagens, gestos e objetos, lugares e mídias. Ele trata o gosto como uma performance, uma modalidade problemática de afinidades com o mundo. Tocando, ouvindo, escalando, bebendo vinho... Todas essas atividades remontam mais do que a atualização de um gosto que já está posto. Eles são redefinidos durante a ação com um resultado que e parcialmente incerto. Em cada concepção pragmática, as afinidades dos amadores e as praticas são entendidas como uma técnica coletiva, cuja analise mostra o caminho onde nos sensibilizamos com as coisas, com nos mesmos, com situações e momentos, enquanto simultaneamente, e controlando reflexivamente, esses sentimentos podem ser compartilhados e discutidos com outros

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427