O CONCEITO DE SOCIEDADE CIVIL: um debate a partir do contexto da Guiné-Bissau

Ricardino Jacinto Dumas Teixeira

Resumo


O conceito da sociedade civil sempre se constituiu um tema permanente de debate entre os cientistas sociais, que buscam de alguma maneira compreende-lo essencialmente a partir das categorias como mercado, economia e Estado, para dar conta dos processos dinâmicos das relações sociais, politicas, econômicas e culturais por quais passava a maioria dos países europeus. A capacidade explicativa da noção da sociedade civil, no saber teórico-cientifico-ocidental, raramente e questionada em outros contextos históricos. O caso de Guiné-Bissau proporciona um entendimento ou insuficiência do conceito de sociedade civil, a partir do qual outras formas de organização têm lugar, a exemplo daquela encontrada nas comunidades étnicas e entre os grupos de Mandjuandade e Djidiu, um movimento de expressão cultural, política e pedagógica de congregação de diferentes etnias e grupos sociais. Cumpre ressaltar ainda que, no campo da literatura nacional, a influencia do reducionismo da teoria marxista e privilegio dado a classe social foi amplamente aplicada nos estudos sobre os movimentos sociais e sociedade civil, assumindo-se a visão de Gramsci e de Cohen e Arato para dar conta da dinâmica da noção de sociedade civil na Guiné-Bissau.


Texto completo:

Sem título () PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427