o COMÉRICO J USTO E A REINSCRIÇÃO DA ECONOMIA: as dimensões políticas do comércio justo

Paul Cray

Resumo


O comércio justo é uma prática que surgiu na década de 1960, na Europa, com o objetivo de implementar relações mais igualitárias em favor dos produtores desfavorecidos do Sul. Desde entào, criaram-se associações, lojas, federações. cooperativas de produtores. empresas privadas, todas aderindo ao movimento. Na ética de um paradigma estritamente económico, a problemática do comércio justo parece limitada. na medida em que busca apenas mostrar como uma pequena parte do funcionamento do comércio mundial pode ser melhorada. Este artigo procura dar ênfase aos aspectos políticos do comércio justo (através da questão do preço justo e da noção de espaço público). Tenta. também, mostrar como as próprias contradições internas do comércio justo são um bom exemplo das dificuldades de pensar projetas "alternativos", Assim. destaca a necessidade de desenvolver uma reflexão mais politizada em tomo das possibilidades do comércio justo. para que este não seja assimilado a uma simples melhoria da aparência do capitalismo para os consumidores, inserindo uma preocupação ética nos debates sobre a democratização na esfera da produção e da militância.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427