GOVERNAÇA LIBERAL GLOBAL: biopolítica, segurança e guerra

Michael Dillon, Julien Reid

Resumo


O artigo discute a revolução nos assuntos militares que se opera quando a idéia de vida biológica é reconfigurada por uma compreensão molecular e informacional da matéria. Já não estamos no cenário de políticas de segurança e de guerra fundadas na delimitação clara e soberana do que seja “amigo” e “inimigo”. O universo teórico de Carl Schmitt já não dá conta de um exercício político necessariamente planetário. A discussão das questões de segurança na contemporaneidade, então, abre-se inevitavelmente à noção de complexidade. As ciências da complexidade parecem insistir no caráter radicalmente relacional da realidade. O resultado dessa nova situação biopolítica é o surgimento de uma dinâmica de segurança hiperbólica, sob a influência da qual qualquer organização ou população pode se tornar perigosa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427