JOVENS, MORADIA E REPRODUÇÃO SOCIAL: processos domésticos e espaciais na aquisição de habilidades e conhecimentos

Parry Scott, Mónica Franch

Resumo


Tomando como fio condutor a inscrição espacial de determinadas práticas sociais, o artigo discute dinâmicas dos processos de aquisição de habilidades e conhecimentos pelos jovens da Região Metropolitana do Recife. As fontes utilizadas para a discussão são: estatísticas demográficas, trabalhos sociológicos e antropológicos sobre famílias e jovens no Grande Recife, bem como resultados de pesquisas etnográficas realizadas pelos autores e as equipes que com eles trabalham. Maior ênfase e dada à situação dos jovens das classes populares, embora a comparação com jovens de outras origens sociais tenha sido o recurso metodológico básico para evidenciar singularidades nesse grupo. Após uma breve incursão pela literatura sobre juventude, o artigo situa os jovens recifenses nos contextos regional e nacional, mostrando seu peso relativo na população, os fluxos migratórios e sua situação de trabalho e de emprego. Em seguida, discute como as diferenças de gênero e de classe se relacionam com diversos estilos de formação de habilidades para a passagem de patrimônios materiais e simbólicos, e com lógicas de sociabilidade desenvolvidas de forma diferencial no espaço da casa e do bairro. A conclusão aponta cinco campos de interseção que articulam o processo de aquisição de habilidades e conhecimentos entre os jovens: família, gênero, estudo/trabalho, recreação/segurança e parentesco/individualização.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427