MUSEUS E POLÍTICAS DE ATIVISMO: PODE O MUSEU COMPORTAR DISPOSITIVOS PARA UMA CULTURA PARTICIPATIVA?

Francisco Sá Barreto dos Santos, Tatiana Coelho da Paz Bezerra

Resumo


No centro de questões sobre políticas de patrimonialização e estratégias para gestão de ativismos culturais, este trabalho está construído como uma crítica a uma cultura da musealização, tomando como referência três eixos para discussão: a) o debate a partir da ambiguidade da noção de cultura como recurso; b) a relação entre essa crítica possível e a reflexão pós-colonial sobre as noções de Sociologia das Ausências e das Emergências; e c) por fim, um estudo de indicativos possíveis para a emergência do diagrama museus, ativismo e cultura participativa enquanto problema urgente à reflexão nos campos de investigação em Museologia, políticas de cultura, memória social e estudos de cidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427