A FAMÍLIA TRADICIONAL, O CASAMENTO E OS INTERESSES MATERIAIS À LUZ DE BOURDIEU

Rodrigo do Prado Bittencourt

Resumo


Bourdieu analisou o casamento na região de Béarn (FR), em uma pequena localidade urbana e sua respectiva zona rural. O matrimônio apresentava-se estritamente regulado por ditames tradicionais que visavam garantir a manutenção da propriedade, sua exploração adequada e, por conseguinte, o sustento da família. Com a crescente urbanização e a maior integração da economia local com a do resto do país, o sistema tradicional entra em crise e justamente os que eram por ele beneficiados tornam-se os mais prejudicados. O trabalho passa da esfera privada para a pública, deixando o seio da família para alojar-se na empresa capitalista. Isto conduz a um maior individualismo e ao enfraquecimento da família e da religião. Assiste-se, assim, ao fortalecimento do Estado e do nacionalismo, que esforçam-se para ocupar o vazio de poder por elas deixado, conquistando para si mais e mais poder.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427