A TELENOVELA COMO PRODUTO CULTURAL DO CAPITALISMO TARDIO NO CONTEXTO BRASILEIRO

Marcia da Silva Cezar Gadea

Resumo


A telenovela no Brasil tornou-se um produto cultural de massa que usa como ingrediente uma imagem específica da cultura brasileira como cultura peculiar. Trata-se de um produto que se desdobra em importante elemento da cultura midiática, do espetáculo, da imagem e dos corpos no Brasil, com evidente impacto na economia de entretenimento associada aos interesses do capital. Assim, o presente artigo discute, a partir dos autores Berman, Jameson e Anderson, como a telenovela se constitui como produto cultural do capitalismo tardio, capaz de interferir em diversos âmbitos, como os da moda, da mídia, do lazer e, também, dos valores. Isto leva o artigo a indagar se a lógica do capitalismo tardio resulta em mero consumo ou se há relevante produção de sentido na cultura.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




@ 2012 - PPGS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE.

ISSN Impresso 1415-000X

ISSN Eletrônico 2317-5427