GESTÃO ORÇAMENTÁRIA NA UFSM: A PERCEPÇÃO DOS DIFERENTES AGENTES

Rui Tiago de Moraes Alves, Kelmara Mendes Vieira, Ani Caroline Potrich, Jéssica Pulino Campara, Ana Luiza Paraboni

Resumo


O presente estudo buscou analisar a percepção dos diferentes agentes sobre a distribuição e a gestão orçamentária na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Para isso, realizou-se uma pesquisa survey com 111 servidores da instituição. Como técnica de análise adotou-se as estatísticas descritivas, a Análise Fatorial Exploratória, a correlação de Spearman e os testes não paramétricos de diferença de mediana. A análise fatorial exploratória do construto percepção do orçamento universitário indicou a formação de oito fatores: Recursos, Conceituação, Projeção, Gastos Anuais, Relevância, Deficiências, Prazos, Prática. A escala de Conhecimento Orçamentário apontou cinco fatores: Transparência, Diárias e Passagens, Permanente, Distribuição, Prestação de contas. Os resultados evidenciam que os servidores apresentam um baixo nível de conhecimento a respeito dos critérios de distribuição de recursos entre a reitoria e os centros de ensino. Foi registrado também que os prazos para liberação e utilização dos recursos financeiros não é adequado, revelando que devem ser realizadas ações para melhorar o nível de transparência entre a reitoria e os centros de ensino, bem como destes com as suas unidades administrativas no que tange a distribuição de recursos.

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo