HOMOGENEIDADE E RENTABILIDADE: O CASO DAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE

Claudineia Kudlawicz, Pedro Jose Steiner Neto, Jose Roberto Frega

Resumo


Este artigo objetiva analisar a existência de homogeneidade na rentabilidade das empresas do setor de planos de saúde no Brasil, no período de 2005 a 2011. Na definição da rentabilidade utilizou-se o Retorno sobre o Ativo e para a análise, a ANOVA. Sua contribuição está em aprofundar a discussão sobre o setor, que é pouco explorado e possui grande importância para a sociedade, no que tange ao cenário da saúde, abordando a rentabilidade das Operadoras de Planos de Saúde como elemento-chave para sua permanência no mercado nacional. Os resultados identificaram homogeneidade em alguns períodos, mas também uma queda em sua rentabilidade, ocasionada por fatores que, por serem determinantes ambientais não estão sob o domínio das mesmas.

Palavras-chave


desempenho; controladoria

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo