O EFEITO DA ADOÇÃO ÀS NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE NOS RELATÓRIOS DOS AUDITORES INDEPENDENTES: UM ESTUDO NAS COMPANHIAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA

Felipe Silva Moreira, José Emerson Firmino, Anailson Marcio Gomes, Edilson Paulo

Resumo


A adoção às Normas Internacionais de Contabilidade no Brasil gerou efeitos nas informações econômico-financeiras reportadas nas demonstrações contábeis. Esse processo pode influenciar na postura do auditor independente em relação aos exames de auditoria. Tem-se como questão de pesquisa: A adoção às Normas Internacionais de Contabilidade influenciou o auditor a emitir um parecer com parágrafo de ressalva e/ou ênfase? O objetivo é verificar quais os tipos de ressalvas e ênfases mais comuns antes e depois da adoção as normas internacionais de contabilidade pelas empresas brasileiras. A pesquisa analisou os relatórios de auditoria independente de 375 a 507 companhias abertas brasileiras nos anos de 2005 a 2011. Entre os resultados encontrados, é possível verificar que: a) as ressalvas contidas nos relatórios apresentam pequenas mudanças relacionadas ao processo de convergência às normas, e b) a adoção impactou significativamente nos parágrafos de ênfase, principalmente no ano de 2008 com a entrada em vigor da Lei 11.638/07.

Palavras-chave


Normas Internacionais de Contabilidade; Demonstrações Contábeis; Auditoria; Relatório de Auditoria.

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo