Cash Flow-at-Risk e a Teoria de Precificação por Arbitragem aplicados ao Gerenciamento de Risco de Empresas do Setor Elétrico Brasileiro

Charles Ulises De Montreuil Carmona, Marcos Roberto Gois de Oliveira

Resumo


brasileiro, bem como uma sistemática para previsão de variáveis de interesse. O atual ambiente no qual as empresas do setor elétrico estão inseridas incorpora dificuldades extras no mercado brasileiro, dificuldades estas pouco relevantes antes da implementação do complexo sistema regulatório brasileiro. Além dos fatores de risco já existentes e inerentes ao setor elétricos, como as condições de mercado e indicadores microeconômicos foram considerados variáveis tais como: inflação, taxa de juros, de câmbio, preço de energia no mercado aberto. O trabalho considera os fatores de risco (micro e macroeconômicos) para elaboração de um sistema de gerenciamento de risco baseado no Cash flow-at-risk – Cfar da margem Ebitda para o período do primeiro trimestre de 1999 ao terceiro trimestre de 2007 e nove empresas brasileiras do setor elétrico. Os resultados demonstraram que as variáveis mais relevantes para a amostra em estudo foi o Produto Interno Bruto e o preço de energia elétrica, entre as variáveis microeconômicas a mais relevante foi a rentabilidade sobre o patrimônio. Quanto ao risco, observou-se um resultado compatível com o nível de significância de 5%.

Palavras-chave


Setor elétrico; Cash flow-at-risk; margem Ebitda

Texto completo:

Artigo PDF PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo