OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS: O PAPEL DO PROFISSIONAL CONTÁBIL NA IMPLANTAÇÃO DO SPED FISCAL EM UM GRUPO DE EMPRESA DO SETOR SIDERURGICO.

Cristiano Moreira Moreira da Silva, Luana Fagundes Fagundes Silva, Fátima Maria Maria Penido Drumond

Resumo


Este artigo teve como teve como objetivo discutir o papel do sistema público de escrituração fiscal, como foco a ramificação o SPED Fiscal. O objetivo geral foi apontar os desafios enfrentados pelo profissional contábil e a o grupo de empresa do setor siderúrgico, para atender as exigências dessa obrigação acessória. A partir da pesquisa realizada que utilizou como metodologia um estudo de caso, foi possível levantar as transformações por meio da implantação de vários processos da empresa para se adequar ao novo sistema e apresentar o processo operacional utilizado por ela para atender as exigências legais feitas pelo governo. Além disso, foi possível mostrar o quanto o SPED Fiscal possibilita ao fisco informações instantâneas, e aptas de comprovações por meio de cruzamentos de dados entre seus clientes e fornecedores ou até mesmo por meio de outras obrigações acessórias cumpridas pela empresa, o que proporciona maior segurança das informações geradas, dificulta as possíveis fraudes e proporciona maior aproximação do fisco com seu contribuinte.

Palavras chaves: Contabilidade, impostos, obrigações acessórias e Sistema Publico de escrituração digital (SPED).

Palavras-chave


Contabilidade, impostos, obrigações acessórias e Sistema Publico de escrituração digital (SPED).

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo