ESTRUTURA DE CAPITAIS: GRAU DE ENDIVIDAMENTO E EBITDA - EVIDÊNCIAS DO MERCADO BRASILEIRO

Enoque Barbosa dos Santos, Uilcleides Braga Silva, José Maria Dias Filho, Mariana Almeida Ribeiro

Resumo


O objetivo principal deste estudo foi verificar se há correlação entre Grau de Endividamento e EBITDA. Foi inspirado na construção teórica formulada por Modigliani e Miller (1958) e rebatida, posteriormente, por Durand (1959). No caso, tomou-se como referência o pensamento deste último autor, para quem o endividamento é fator determinante do valor da empresa. A pesquisa longitudinal utilizou amostra da BM&FBOVESPA referente ao período de 2000 a 2011, valendo-se da base de dados ECONOMÁTICA. A metodologia serviu-se da técnica intitulada dados em painel combinada com equações de estimação generalizada (GEE). A hipótese da pesquisa foi refutada, ou seja, não se constatou relação significativa entre grau de endividamento e EBTIDA. O trabalho contribui para preencher uma lacuna importante na literatura brasileira, na medida em que investiga essa relação sob uma nova perspectiva teórica. No campo prático, tende a fornecer subsídios para acionistas e potenciais investidores interessados na segurança e retorno de seus investimentos.

Palavras-chave


EBITDA; Grau de Endividamento; Estrutura de Capitais; Dados em painel; Equações de Estimação Generalizada (GEE).

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo