SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DO MÉTODO SICOGEA – GERAÇÃO 1 E 3 APLICADO A UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA

Samanta Martins Saldano, Vivian Osmari Uhlmann, Elisete Dahmer Pfitscher

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar a sustentabilidade ambiental de uma clínica odontológica municipal, com base no método SICOGEA (Sistema Contábil Gerencial Ambiental) - Geração 1 e 3 e propor um modo de minimizar os detrimentos acarretados pelos resíduos da clínica ao meio ambiente e à população. Essa pesquisa é de caráter exploratório, considerada indutiva, sua abordagem é quantitativa e qualitativa e é um estudo de caso. A clínica apresentou uma sustentabilidade global de 63,89% no SICOGEA e 47,31% no SICOGEA - 3, considerada regular por ambos os métodos adotados. Sobre a identificação dos elementos com menores resultados de sustentabilidade por meio do SICOGEA - Geração 3, verificou-se os subgrupos Fornecedores, com 36,67%, e Tratamento de Resíduos – Autoclavagem, com 38,10%, ambos classificados como fracos. Quanto ao cotejamento dos resultados encontrados no SICOGEA - Geração 1 e 3, em geral, os dois sistemas apresentaram resultados diferentes, o que confirma a especificidade do novo método, que se mostra aperfeiçoado e potencializa os resultados.

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo