CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES: UMA ANÁLISE DAS PESQUISAS BRASILEIRAS DESENVOLVIDAS NA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉCULO XXI

Antônio Artur de Souza, Ewerton Alex Avelar, Terence Machado Boina

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de um estudo descritivo e quantitativo visou analisar as pesquisas publicadas sobre o custeio baseado em atividades (ABC) entre 2001 e 2010 nos principais periódicos de Contabilidade do país. A análise foi realizada por meio da estatística descritiva, da análise bibliométrica e da análise sociométrica. Não se verificou uma tendência de aumento ou redução das publicações sobre ABC no período. Todavia, identificou-se uma predominância dos estudos empíricos sobre os teóricos. Observou-se, ainda, uma forte concentração da produção científica sobre ABC em três autores. Ademais, verificaram-se resultados distintos do previsto pela Lei de Lotka, já que um grande número de autores publicou apenas um artigo no período. Isso parece demonstrar que os autores não estavam relacionados a linhas de pesquisas consolidadas sobre o tema. Na análise sociométrica, observou-se que as redes sociais estabelecidas entre os autores são normalmente dispersas e não possuem muitos laços entre si.

Palavras-chave


Custeio baseado em atividades; Análise Bibliométrica; Análise Sociométrica

Texto completo:

PDF

Referências


ALEJANDRO, V. A. O.; NORMAN, A. G. Manual introdutório de redes sociais. UAEM – Universidad Autonoma Del Estado de México, 2005.

ALVARADO, R. U. A lei de Lokta e a produtividade dos autores. 2007. 272 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

ATKINSON, A. A. et al. Contabilidade gerencial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

AVELAR, E. A.; SANTOS, T. S. Gerenciamento de resultados contábeis: uma análise das pesquisas realizadas no Brasil entre os anos de 2000 e 2009. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, v. 15, n. 3, p. 19 - p. 33, set./dez., 2010.

BABBIE, E. R. Métodos de pesquisas de survey. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BAYKASOGLU, A.; KAPLANOGLU, V. Application of activity-based costing to a land transportation company: A case study. International Journal of Production Economics, v. 116, p. 308–324, 2008.

BEAULIEU, F.; LAKRA, A. Coverage of Criticism of Activity-Based Costing in Canadian Textbooks. Canadian Accounting Perspectives, v.4, n.1, p. 87-109, 2005.

BERTO, A. R. Estimação de custos da atividade de importação: estudos de casos em empresas do Estado do Paraná. 2004. 265 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2004.

BOZEMAN, B.; CORLEY, E. Scientists’ collaboration strategies: implications for scientific and technical human capital. Research Policy, v. 33, p. 599-616, 2004.

BULGACOV, S.; VERDU, F. C. Redes de Pesquisadores da Área de Administração: um Estudo Exploratório. RAC – Revista de Administração Contemporânea, Edição Especial, p. 163-182, 2001.

CAMPOS, R. L. O capital intelectual e o processo de estimação de custos e formação de preços em empresas de produção por encomenda. 2003. 152 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2003.

CHARLES, S. L.; HANSEN, D. R. An evaluation of activity-based costing and functional-based costing: A game-theoretic approach. International Journal of Production Economics, v. 113, p. 282–296, 2008.

COKINS, G.; HICKS, D. Where does the ABC fit amongst the clutter of managerial accounting? Cost Management. v. 21, n. 2, p. 21-28, mar./abr. 2007.

CORBETT NETO, T. Contabilidade de ganhos. São Paulo: Nobel, 1997.

CAGWIN, D.; BOUWMAN, M. J. The association between activity-based costing and improvement in financial performance. Management Accounting Research, v. 13, p. 1–39, 2002.

DALMÁCIO, F. Z.; REZENDE, A. J.; AGUIAR, A. B. Uma Aplicação do Time-Driven ABC Model no Setor de Serviço Hospitalar: a nova abordagem do ABC proposta por Kaplan e Anderson. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 2, p. 11-34, 2007.

DELLAGNELO, E. L.; MACHADO-DA-SILVA, C. L. ‘Novas formas organizacionais: onde se encontram as evidências empíricas de ruptura com o modelo burocrático das organizações?’, Organizações & Sociedade, v. 7, n. 19, 2000.

EVERAERT, P. et al. Cost modeling in logistics using time-driven ABC: Experiences from a wholesaler. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management, v. 38, n. 3, p. 172-191, 2008.

FACHINI, J. G.; SPESSATO, G.; SCARPIN, J. E. Utilização do time-driven activity-based costing como métrica do custo de processamento de pedidos de vendas. In: XV Congresso Brasileiro de Custos, 2008, Curitiba. Anais... Curitiba, 2008. CD-ROM

FONSECA, N. F. et al. Análise do Desempenho Recente de Fundos de Investimento no Brasil. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n.. 1, p. 95-116, 2007.

GERI, N.; RONEN, B. Relevance lost: the rise and fall of activity-based costing. Human Systems Management, v. 24, n. 2, p. 133–144, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2006.

GOLDRATT, E. M.; COX, J. A meta: um processo de aprimoramento contínuo. 39. ed. São Paulo: Educator, 1997.

GRANDLICH, C. 2004. Using Activity-Based Costing in Surgery. AORN Journal, v. 79, n. 1, p. 189-192, 2004.

JOHNSON, H. T.; KAPLAN, R.S. Contabilidade Gerencial: a Restauração da Relevância da Contabilidade nas Empresas. Rio de Janeiro: Campus, 1993.

KALLUNKI, J.; SILVOLA, H. The effect of organizational life cycle stage on the use of activity-based costing. Management Accounting Research, v. 19, p. 62–79, 2008.

KAPLAN, R. S.; ANDERSON, S. R. Time-Driven Activity-Based Costing. Harvard Business Review, v. 82, n. 11, p. 131-138, 2004

KAPLAN, R. S.; ANDERSON, S. R. The innovation of Time-Driven Activity-Based Costing. Cost Management, v. 21, n. 2, 2007.

KAPLAN, R. S.; COOPER, R. Custo e desempenho: administre seus custos para ser mais competitivo. São Paulo: Futura, 1998.

KRUG, B. et al. Activity-based costing evaluation of a fludeoxyglucose positron emission tomography study. Health Policy, v. 92, p. 234–243, 2009.

LEE, C. et al. The influence of change agents' behavioral intention on the usage of the activity based costing/management system and firm performance: The perspective of unified theory of acceptance and use of technology. Advances in Accounting, incorporating Advances in International Accounting, v. 26, p. 314–324, 2010.

LEITE FILHO, G. A. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no brasil: um estudo bibliométrico. In: VI Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, Anais... São Paulo, 2006.

LEITE FILHO, G. A.; SIQUEIRA, R. L. Revista Contabilidade e Finanças USP: Uma Análise Bibliométrica de 1999 a 2006. RIC – Revista de Informação Contábil, v. 1, n. 2, p. 102-119, 2007.

LIU, L. Y. J.; PAN, F. The implementation of Activity-Based Costing in China: An innovation action research approach. The British Accounting Review, v. 39, p. 249–264, 2007.

LUCIANI, J. C. J.; CARDOSO, N. J.; BEUREN, I. M. Inserção da Controladoria em Artigos de Periódicos Nacionais Classificados no Sistema Qualis da CAPES. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 1, p. 11-26, 2007.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MAROCO, J. Análise estatística: com utilização do SPSS. 3 ed. Lisboa: Edições Sílabo, 2010.

MATHEUS, F. R.; SILVA, A. B. O. Fundamentação básica para análise de redes sociais: conceitos, metodologia e modelagem matemática. In: POBLACIÓN, D. A.; MUGNAINI, R.; RAMOS, L. M. S. V. C. Redes sociais e colaborativas em informação científica. São Paulo: Angellara, 2009, p. 239-288

McGOWAN, A.; KLAMMER, T. Satisfaction with activity-based costing management implementation. Journal of Management Accounting Research, v.9, p. 217-37, 1997.

MENDONÇA NETO, O. R.; RICCIO, E. L.; SAKATA, M. C. G. Dez anos de pesquisa contábil no brasil: análise dos trabalhos apresentados nos Enanpads de 1996 a 2005. RAE – Revista de Administração de Empresas, v. 49, n. 1, 2009.

MOLINA, J. L.; MUÑOZ, J. M.; DOMENECH, M. Redes de publicaciones científicas: un análisis de la estructura de coautorías. Redes – Revista Hispana para el Análisis de Redes Sociales, v. 1, n. 3, 2002.

NASCIMENTO, A. R. et al. ‘Disclosure Social e Ambiental: Análise das Pesquisas Científicas Veiculadas em Periódicos de Língua Inglesa’, Revista Contabilidade Vista & Revista, v. 20, n. 1, p. 15-40, 2009.

NEWMAN, M. E. J. Co-authorship networks and patterns of scientific collaboration. PNAS, v. 101, p. 5200-5205, 2004.

NICHOLAS, D. Literature and bibliometrics. London: 1978.

OLIVEIRA, M. C. Análise dos Periódicos Brasileiros de Contabilidade. Revista Contabilidade & Finanças, n. 29, p. 68 - 86, 2002.

QIAN, L.; BEN-ARIEH, D. Parametric cost estimation based on activity-based costing: A case study for design and development of rotational parts. International Journal of Production Economics, v. 113, p. 805–818, 2008.

SINISGALLI, E. S. L.; URBINA, L. M. S.; ALVES, J. M. O custeio ABC e a contabilidade de ganhos na definição do mix de produção de uma metalúrgica. Produção, v. 19, n. 2, p. 332-344, 2009.

SOUSA, P. T. C. Metodologia de análise de redes sociais. In: MUELLER, S. P. M. Métodos para a pesquisa em ciência da informação. Brasília: Thesaurus, 2007, p. 119-148.

SOUZA, A. A. et al. Análise da aplicabilidade do time-driven activity-based costing em empresas de produção por encomenda. Revista Universo Contábil, v. 6, n.1, p. 67-84, 2010

SOUZA, A. A. et al. Dificuldades identificadas na implementação do custeio baseado em atividades: estudo de caso exploratório. Revista da ABCustos, v. 4, n. 2, 2009.

VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

TSAI, W.; LAI, C. Outsourcing or capacity expansions: Application of activity-based costing model on joint products decisions. Computers & Operations Research, v. 34, p. 3666-3681, 2007.

VARILA, M.; SEPPANEN, M.; SUOMALA, P. Detailed cost modelling: a case study in warehouse logistics. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management, v. 37, v. 3, 2007, p. 184-200, 2007.

YERELI, A. N. Activity-based costing and its application in a turkish university Hospital. AORN Journal, v. 89, N. 3, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo